Jovens são banidos dos EUA depois de piada infeliz no Twitter

Leigh Van Bryan e Emily Bunting, banidos dos Estados Unidos

É sempre bom lembrar: muito cuidado com aquilo que você escreve nas redes sociais. Nunca sabemos como as pessoas (e, nesse caso em especial, as autoridades) podem interpretar sua declaração. Dois jovens britânicos de férias nos Estados Unidos, Leigh Van Bryan e Emily Bunting, não pensaram nisso na hora de trocar suas animadas mensagens pelo Twitter, fazendo piadas infelizes sobre suas futuras atividades na América.

Tudo começou quando Leigh enviou pelo microblog uma mensagem para uma amiga dizendo que iria ?destruir a América?. Em outro tweet, o rapaz novamente comentou com um amigo que estava partindo de viagem de férias para "ofender pessoas" na Hollywood Boulevard, e "desenterrar Marilyn Monroe". É evidente que, nos dois casos, tratava-se de uma brincadeira. Porém, os agentes especiais do serviço de segurança dos Estados Unidos não entenderam dessa forma.

Assim que chegaram em Los Angeles, onde esperavam passar férias de três semanas, Leigh e Emily foram abordados por guardas armados, que os prenderam sob suspeita de "planejar cometer crimes em solo americano". Os jovens foram interrogados por cinco horas e passaram a noite em uma cela comum, com outros criminosos. Bryan até afirmou que foi forçado a dividir sua cela com traficantes mexicanos.

A explicação da dupla é que, no Reino Unido, o termo "destruir" é uma gíria para festejar, e argumentaram que jamais teriam a coragem de violar o túmulo de Marilyn Monroe.

As justificativas, porém, não surtiram efeito. Ambos foram proibidos de entrar nos Estados Unidos, e foram deportados para a Grã-Bretanha, tendo embarcado no dia seguinte. O caso foi levado tão a sério que os agentes da fronteira procuraram por pás entre as bagagens dos jovens.

Segundo o jornal Daily Mail, Van Bryan e Bunting foram informados que, caso desejam voltar aos Estados Unidos, deverão solicitar antes um visto de turismo na Embaixada norte-americana em Londres. Bryan, no entanto, parece ter aprendido a lição: desde o incidente, sua conta no Twitter foi colocada em modo privado.

Fonte: techtudo.com.br