Al-Qaeda anuncia execução de refém francês raptado em hotel no Mali

Philippe Verdon teria sido morto no dia 10 de março. Porta-voz francês não confirmou a informação sobre a morte de Verdon.

O francês Philippe Verdon, sequestrado em novembro de 2011 no norte do Mali, foi executado, informou um homem que se apresentou como porta-voz da Al-Qaeda do Magreb Islâmico (Aqmi) à agência Nouakchott Information (ANI).

Segundo a agência de notícias, "Al-Qairawani" se apresentou como porta-voz da Aqmi e garantiu que o "espião" Philippe Verdon foi executado em "10 de março em resposta à intervenção da França no norte do Mali".

"O presidente francês (François) Hollande é o responsável pela vida dos outros reféns franceses".

O porta-voz do ministério francês das Relações Exteriores, Philippe Lalliot, não confirmou a informação sobre a morte de Verdon: "estamos fazendo verificações, mas até o momento não sabemos de nada".

Na noite de 24 de novembro de 2011, Philippe Verdon e Serge Lazarevic, que realizavam uma viagem de negócios, foram sequestrados em seu hotel em Hombori, no nordeste do Mali.

A Aqmi reivindicou rapidamente o sequestro e publicou fotos da dupla. No dia 10 de agosto de 2012, Philippe Verdon falou das "condições difíceis" em um vídeo difundido no site da Sahara Medias.

Quinze franceses, incluindo Verdon, estão em poder de grupos terroristas na África. A Aqmi afirma manter seis destes reféns.

O Exército francês iniciou em janeiro passado uma operação militar para apoiar o Exército do Mali contra grupos islâmicos armados, entre eles a AQMI, que ocupavam o norte do país. As tropas franco-africanas recuperaram rapidamente as grandes cidades da zona e os combates se concentram agora no extremo nordeste, exatamente no maciço de Ifoghas.

Fonte: G1