Alérgico a tecnologia, britânico vive isolado e longe de cidades

Alérgico a tecnologia, britânico vive isolado e longe de cidades

Phil Inkly alega sofrer de hipersensibilidade eletromagnética. Ele não pode ficar próximo a sinais de celular, microondas ou TV

Acometido por uma rara condição que pode ser comparada a alergia a tecnologia, o britânico Phil Inkly se isolou em um trailer no meio de uma mata, ficando distante de cidades, segundo reportagem publicada no joral "Daily Mail".

Inkly alega sofrer de hipersensibilidade eletromagnética. Ele não pode ficar próximo a sinais de celular, microondas ou TV, e se afastou de toda a vida em civilização para poder sobreviver.

O britânico trabalhava como técnico de computadores, mas alega que a vida em sociedade conectada era insuportável.

Se ficar próximo a sinais eletromagnéticos, ele sofre com sangramento no nariz, tem desmaios, sente queimação na pele, dores de cabeça e distúrbios de sono.

Segundo a publicação britânica, a condição de Inkly não é reconhecida como uma doença no Reino Unido, e críticos alegam que a hipersensibilidade eletromagnética não existe. O jornal, entretanto, cita estudos que indicam que entre 3% e 5% das pessoas sofrem com algum tipo de sensibilidade deste tipo, mesmo que leve.

Fonte: G1