Aluna raspa o cabelo para campanha contra o câncer e é punida pela escola

Menina de 12 anos arrecadou 1 mil libras (R$ 3,6 mil) com venda do cabelo. Escola na Inglaterra a colocou em uma sala isolada dos amigos por 2 dias.

Uma menina de 12 anos foi punida pela escola onde estuda, em Basingstoke, no condado de Hampshire, na Inglaterra, porque raspou todo o cabelo para arrecadar 1 mil libras (R$ 3,6 mil) para uma campanha de combate ao câncer de mama. A aluna ficou dois dias isoladas dos amigos como castigo.

Segundo reportagem do jornal Daily Mail, Charlotte Duggan tinha os cabelos compridos e decidiu raspá-lo em homenagem à avó que durante nove anos lutou contra o câncer e conseguiu vencer a doença. A menina vendeu os cabelos para arrecadar dinheiro e doar para a campanha de combate à doença.

A menina mudou radicalmente o visual durante as férias, em agosto, para ajudar na campanha. Ao voltar para a escola, recebeu o olhar de reprovação da professora que lhe aplicou dois dias de isolamento, no qual ela fica na escola sem poder ter contato com os colegas e tem as saídas para a cantina controladas.

?Não tinha como pedir permissão à escola para raspar o cabelo porque eu estava de férias. Acho que suspensão é só quando é um caso de mau comportamento. Fiquei muito chateada com isso e não sei como poderá afetar a minha educação?, disse a menina.



A mãe dela afirmou ao jornal que Charlotte estava muito orgulhosa de sua atitude e que não acreditou quando soube pela filha da suspensão recebida. ?Ela deve ser capaz de manter a cabeça erguida?, disse a mãe. "Eu acho que é absolutamente ridículo tentarem fazer com que ela se sentisse como se tivesse feito algo errado."

A escola explicou que os alunos receberam antes das férias uma circular alertando sobre a necessidade de manter um padrão visual do cabelo. E que ofereceu para a Charlotte a opção de assistir às aulas com a cabeça coberta por um lenço, mas os pais recusaram a sugestão. Os pais da menina disseram que ela usou os dias de suspensão para preparar um seminário aos colegas sobre a campanha de arrecadação de fundos para o programa de combate ao câncer de mama.

Fonte: G1