Amanda Knox diz que foi abusada sexualmente na prisão

Ela foi absolvida por uma corte italiana da acusação de assassinato


Amanda Knox diz que foi abusada sexualmente na prisão
A estudante americana Amanda Knox disse a um programa de TV que foi molestada sexualmente durante os quatro anos em que ficou presa na Itália. No "The Early Show", da rede CBS, o repórter Peter Van Sant traz o relato de que um administrador da penitenciária a intimidou, levando-a ao seu escritório sozinha à noite e dizendo coisas "inapropriadas" a ela.

O programa completo, que inclui entrevista com o pai de Amanda, vai ao ar na noite deste sábado, nos Estados Unidos.

A estudante desembarcou na noite da última terça-feira (4) em Seattle, nos EUA, um dia após ser absolvida por uma corte italiana da acusação de matar uma colega de quarto durante "jogos sexuais".

O voo da British Airways aterrissou com a jovem de 24 anos e sua família no Aeroporto Internacional de Seattle-Tacoma sob forte esquema de segurança, enquanto jornalistas de todo o mundo aguardavam o desembarque, ocorrido minutos antes do horário previsto.

?Eles estão me lembrando como falar em inglês porque estou tendo problemas com a língua?, disse Knox, quando se dirigiu aos repórteres. ?Eu estou realmente emocionada. Estava olhando pela janela do avião e nada parecia real?, afirmou.

Knox agradeceu a todos que acreditaram nela durante seu julgamento. ?Eu só quero a minha família. É a coisa mais importante para mim agora, só quero ir para estar com eles?, disse.

A absolvição foi divulgada após uma última revisão do processo e cerca de dez horas de deliberação a portas fechadas.

O ex-namorado de Amanda, Raffaele Sollecito, também foi absolvido.

Amanda caiu no choro ao ouvir a decisão. Ela havia chegado ao tribunal tensa, lívida e respirando com dificuldade.

Fonte: G1