Mulher é demitida após desejar assassinato de Obama

Mulher é demitida após desejar assassinato de Obama

Mensagem também tinha teor racista; ela diz que texto "não é grande coisa".

Uma americana foi demitida após desejar o assassinato do presidente reeleito Obama pelo Facebook, relata a Fox.

Denise Helms, de 22 anos, escreveu "Mais 4 anos desse nigger [termo para "negro" considerado pejorativo],... talvez ele será assassinado neste mandato!!" em seu perfil pouco após Obama ganhar a eleição, na madrugada da quarta-feira (7).

A mensagem da mulher de Turlock, California, foi compartilhada no Facebook e no Twitter e se tornou viral. O Serviço Secreto dos EUA chegou a investigar o texto para apurar se ele se tratava de uma ameça real, segundo a emissora.

A mulher deu uma entrevista à Fox na frente de seu local trabalho, a padaria Cold Stone. "Eu acho que não é grande coisa", falou sobre a mensagem. "A parte do assassinato é meio dura. Eu não estou dizendo que eu faria isso [assassinato] ou algo parecido de forma alguma, mas se acontecesse eu não ligaria nem um pouco", disse na ocasião.

A padaria foi identificada e também recebeu críticas. O estabelecimento então anunciou a demissão de Densie na quinta-feira (8) por meio de seu Twitter oficial: "A empregada não está mais com a empresa. Nós estamos chocados assim como vocês pelos comentários ultrajantes e completamente inaceitáveis dela", relata o canal.

O Serviço Secreto ainda investiga a mensagem e Denise pode ser indiciada, conforme a emissora.

Fonte: G1