Homem é preso após fazer ameaça pelo Facebook de dar tiro na cabeça de Obama

Homem é preso após fazer ameaça pelo Facebook de dar tiro na cabeça de Obama

Joaquin foi preso pelo Serviço Secreto norte-americano por “ameaça à segurança nacional”.

Um homem foi preso por anunciar no Facebook que planejava dar um tiro na cabeça de Barack Obama, presidente dos Estados Unidos. O músico Joaquin Amador Serrapio Junior, de 20 anos, teria criado um perfil falso com o nome de Jay Valor e disparado comentários ameaçadores na Internet durante a visita do presidente na Universidade de Miami, em 23 de fevereiro. Joaquin foi preso pelo Serviço Secreto norte-americano por ?ameaça à segurança nacional?.

O músico também postou ameaças no Twitter. Como não havia nenhuma indicação se ele iria mesmo levar a cabo a ameaça, ou se só estava fazendo brincadeiras de mau gosto sobre o acontecimento, a CIA decidiu tomar as medidas necessárias para garantir que a vida do presidente não estivesse em risco. A acusação pode levar a uma pena máxima de cinco anos de prisão.

A polêmica começou em uma mensagem publicada no dia 21 de fevereiro, onde Joaquin teria dito: ?Quem quer me ajudar a assassinar ?Obummer? em sua visita na UM (Universidade de Miami) nesta semana??. Em seguida, Joaquin publicou outra mensagem: ?Para aqueles que vão para a UM para ver Obama hoje, preparem as câmeras de seus celulares. Porque a qualquer momento, eu vou colocar uma bala na cabeça dele, e você não vai querer perder isso! YouTube!?, dizia a mensagem.

Depois de preso, o músico admitiu a autoria das mensagens ameaçadoras, de acordo com o seu depoimento. Os agentes também procuraram por mensagens de texto no smartphone do estudante que pudessem incriminá-lo. Segundo o site Daily Mail, durante o depoimento, Joaquin disse que sabia que poderia ser morto.

Antes de ir para a prisão, ele publicou em seu Twitter: ?O Serviço secreto está aqui! Eu ameacei o precioso tirano deles! Desculpe se eu não puder ser encontrado por algumas horas." Agora, o acusado se prepara para entrar com um pedido de apelação. No dia 9 de março, ele será obrigado a passar por uma avaliação de saúde mental. Por enquanto, Joaquin está livre, pois pagou fiança após a sua prisão.

Fonte: Daily Mail