Americano procurado pela Justiça dos EUA se casou com brasileira

Americano procurado pela Justiça dos EUA se casou com brasileira

Segundo o advogado Luiz Rozette, Utsick casou-se em dezembro de 2006 com uma carioca, da Taquara.

O americano John Paul Utsick, preso na Polícia Federal de São Paulo a pedido dos Estados Unidos, conseguiu em janeiro deste ano a cidadania brasileira, concedida pelo Ministério da Justiça. Ontem, o EXTRA mostrou que a Justiça americana pediu ao Brasil a extradição de Utsick, acusado de aplicar golpes de R$ 750 milhões em três mil pessoas na Flórida. Utsick está no país desde 2007.

Segundo o advogado Luiz Rozette, Utsick casou-se em dezembro de 2006 com uma carioca, da Taquara. O fato de ter se tornado brasileiro pode dificultar sua extradição, mas não a torna impossível. O americano pode ter desrespeitado uma regra do governo brasileiro. A legislação exige que não exista denúncias contra a pessoa que está pedindo a cidadania, no Brasil ou no exterior. Utsick é considerado foragido nos Estados Unidos desde 2010.

Em maio deste ano, atendendo ao pedido da Justiça americana, o ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal, determinou a prisão preventiva de Utsick. Agora, seu advogado usa o argumento de que ele é brasileiro para tentar convencer o ministro a não autorizar sua extradição. Produtor de espetáculos de grandes estrelas do showbiz internacional, como o inglês Elton John e a banda iglesa Rolling Stones, Utsick também é acusado pela Justiça americana de ter praticado os crimes de agressão, incesto e corrupção de menor. Ele nega todas as acusações, que classifica de ?levianas e infundadas?.

O EXTRA não conseguiu contato com o Ministério da Justiça. Desde a semana passada, tenta falar com o advogado Luiz Rozette, por telefone e e-mail, sem receber resposta. O EXTRA deixou também um recado na casa da mulher de Utsick, mas não obteve retorno.

Fonte: Extra