Aos 31, britânica morre de ataque cardíaco após fumar maconha

Aos 31, britânica morre de ataque cardíaco após fumar maconha

Patologista apontou consumo da droga como causa para a intoxicação.

Uma britânica teria morrido de ataque cardíaco depois de fumar maconha em outubro passado. A informação, divulgada nesta sexta pelo Daily Mail, é baseada na declaração de Kudair Hussein, patologista que a examinou após a morte e cujo depoimento consta no inquérito. Gemma Moss, 31 anos, estava com dificuldades para dormir e decidiu usar a droga para relaxar.

Ela foi encontrada morta em sua cama pela namorada de seu filho mais velho, Tyler, 15 anos. Gemma é a segunda pessoa na Inglaterra cuja morte teria sido provocada pelo uso de maconha. Outro registro, de 2004, aponta que um homem de 36 anos também teria morrido após intoxicação pela droga.

De acordo com o Daily Mail, a mulher fazia uso de maconha, mas havia parado há dois anos, voltando a fumar pouco tempo antes da morte. A família de Gemma diz que ela voltou a usar a droga para ajudar a dormir depois que ficou depressiva, após o término de seu namoro.

Metade do cigarro que Gemma estaria fumando antes de morrer foi encontrado embaixo de seu corpo.

Um correspondente da Aliança Nacional de Prevenção de Drogas, David Raynes, disse ao jornal que é extremamente raro a morte causada apenas pelo uso de maconha, sendo mais comum por uso de drogas misturadas ao álcool.

Fonte: Terra