Após 12 anos, prefeito de Tóquio desiste de reeleição

Ishihara foi eleito prefeito e governador de Tóquio, a maior metrópole do planeta, em 1999 e renovou seu mandato em 2003 e 2007.

Após 12 anos como prefeito de Tóquio, o polêmico e ultraconservador Shintaro Ishihara, 78 anos, decidiu não concorrer à reeleição no pleito municipal de 10 de abril, informou nesta terça-feira a agência local Kyodo.

Durante seu mandato, Ishihara protagonizou inúmeras controvérsias por causa de sua conhecida loquacidade e declarações incendiárias contra homossexuais, imigrantes e mulheres. Sobre essas últimas disse que após a menopausa elas não servem para nada.

Ishihara foi eleito prefeito e governador de Tóquio, a maior metrópole do planeta, em 1999 e renovou seu mandato em 2003 e 2007.

Fontes políticas próximas ao veterano prefeito citadas pela agência "Kyodo" confirmaram que não concorrerá às próximas eleições, que vão ocorrer em 13 províncias do Japão e para as quais ainda não há uma lista fechada de candidatos.

Ishihara, conhecido como escritor, tem uma legião de fãs que aplaudem sua clareza e decisão, mas também conta com detratores ferozes que o acusam de demagogia machista e xenófoba.

Durante sua gestão à frente da metrópole de Tóquio apoiou várias normas controvertidas, a mais recente a "Ordenança para o desenvolvimento de uma juventude saudável" no ano passado, que restringe a venda de histórias em quadrinhos com cenas sexuais.

Fonte: Terra