Após boato de pedofilia, homem inocente é linchado e depois queimado vivo pelos vizinhos

Após boato de pedofilia, homem inocente é linchado e depois queimado vivo pelos vizinhos

Vizinhos espalharam rumores ao ver que vítima fotografava jovens do bairro

O que poderia ser apenas um mal-entendido se transformou em uma tragédia na Inglaterra: um homem foi espancado e depois queimado vivo pelos vizinhos, que pensaram que ele fosse um pedófilo.

Bijan Ebrahimi, de 44 anos, deficiente e afastado do trabalho, estava fotografando os jovens do seu bairro, em Bristol, que estavam destruindo seu jardim. A ideia era mostrar as fotografias à polícia e registrar a denúncia.

Porém, alguém viu Ebrahimi com a câmera e contou à polícia que ele estava tirando fotos inapropriadas de crianças.

Os policiais o levaram para prestar depoimento na delegacia. Ebrahimi saiu de casa aos gritos de ?Pedófilo! Pedófilo!?.

A polícia rapidamente viu que se tratava de um engano e o liberou. Os vizinhos, porém, começaram a espalhar na comunidade que ele abusava de crianças e era um assassino.

A tragédia já estava desenhada: Lee James, 24 anos, espancou Ebrahimi até ele ficar inconsciente e, com a ajuda do amigo Stephen Norley, 24, colocou fogo no homem inocente, que morreu.

Ambos serão condenados pelo crime brutal.

Na audiência, a polícia reforçou a inocência de Ebrahimi.

? Podemos afirmar categoricamente que ele não fez nenhuma fotografia indecente e nada de ilegal foi encontrado no computador dele.

A família de Ebrahimi declarou que ele era um homem muito amável e carinhoso.


Após boato de pedofilia, homem inocente é linchado e queimado pelos vizinhos

Fonte: r7