Após caso de idosa, Brasil eleva regras para turistas espanhóis

O turista espanhol que vier ao Brasil deverá apresentar passagem de ida e volta e comprovante de reserva em hotel.

O Ministério das Relações Exteriores confirmou que começa nesta segunda-feira (2) o endurecimento nas regras para a entrada de visitantes espanhóis no Brasil. Baseado no princípio de reciprocidade, por igualar as regras dos dois países, a iniciativa é resposta a relatos de brasileiros barrados no país europeu por não atenderem aos pré-requisitos de entrada, informa o órgão.


Após caso de idosa, Brasil eleva regras para turistas espanhóis

De acordo com o Itamaraty, a partir de hoje, o turista espanhol que vier ao Brasil deverá apresentar passagem de ida e volta e comprovante de reserva em hotel. Caso vá se hospedar na casa de amigos ou parentes, deve mostrar uma carta-convite assinada pelo anfitrião e registrada em cartório, além de um comprovante de residência de quem vai hospedá-lo.

Também terá que provar que tem recursos para se manter no país - R$ 170 diários por turista, que podem ser comprovados por cartão de crédito internacional desde que na fatura conste que o valor está dentro do limite do cartão, segundo o órgão.

Conforme a regra anterior, o turista espanhol no Brasil não precisava comprovar recursos ou dizer onde ia se hospedar.

A aposentada Dionísia Rosa da Silva, de 77 anos, que ia visitar a filha na Espanha, ficou três dias retida no aeroporto de Barajas no começo de março deste ano por não ter uma carta-convite.

Em 2010, 1,6 mil brasileiros foram barrados na Espanha, sob a alegação de que estavam tentando entrar ilegalmente para trabalhar sem visto. No ano passado, o ministro das Relações Exteriores, Antonio de Aguiar Patriota, admitiu que as discussões com o governo espanhol não estavam avançando e havia casos inaceitáveis. Apesar de ter caído o número de brasileiros barrados, a média ainda era de 140 pessoas por mês.

Fonte: G1