Após iniciar regime, aos 20 anos e muito magra, anoréxica se torna celebridade na Rússia; fotos

Após iniciar regime, aos 20 anos e muito magra, anoréxica se torna celebridade na Rússia; fotos

Jovem começou simples regime e ficou viciada em perder peso

Aos 20 anos de idade, a russa Kseniya Bubenko é mais uma adolescente que sofre de anorexia. De acordo com o jornal russo English Russia, a jovem começou a fazer uma dieta chamada de ?pobeda?, que significa vitória e, perdeu muito peso. Hoje, sua aparência física é assustadora.

Por causa da magreza expressiva, ela começou a ganhar popularidade em seu país e virou espécie de celebridade. Participou inclusive de programas de auditório.

A anorexia é um distúrbio alimentar que se caracteriza como um emagrecimento exagerado, causado pela desnutrição e distorção da própria imagem corporal. Geralmente acomete meninas entre 14 anos de idade e 18 anos, de acordo com especialistas.

Segundo o endocrinologista da Unifesp João César de Castro Soares de cada 10 casos, 9 são de meninas e 1 de menino.

? Existem sites que fazem apologia à anorexia. Já internei uma menina de 12 anos, com anorexia, obcecada por emagrecer desde os nove anos e que aprendeu a maioria dos comportamentos que a levou à doença pela internet. É preciso cuidado e atenção.

Para o psiquiatra Renato Mancini, do hospital São Luiz, em São Paulo, pessoas que sofrem de anorexia nervosa têm a necessidade de definir-se pela aparência, anulando outros fatores como personalidade, saúde e bem-estar.

? O que define essas pessoas é uma coleção de fotos no Instagram. A percepção de identidade corpórea delas fica muito complicada e quanto mais imagem, quanto mais magra, mais o medo de não ser aceita é aliviado. Isso acontece através de uma busca, como, por exemplo, da chama "barriga negativa".

O pensamento comum de quem sofre anorexia é o de que quanto mais peso perder, melhor será.

Segundo Mancini, o risco de morte é grande e tanto pode acontecer pela desnutrição como por complicações clínicas.

O tratamento de distúrbios alimentares como a anorexia é multidisciplinar.

Psiquiatras, nutricionistas, endocrinologistas e terapeutas dão o suporte adequado para diminuir os quadros associados à doença: depressão, distorção da imagem e desnutrição.

Mas como identificar? Comum em mulheres, o médico explica que, atitudes como esconder o emagrecimento, tomar laxantes e induzir o vômito após a refeição são alguns sintomas da doença.

? É uma escolha da paciente. Ela esconde que está emagrecendo, coloca duas calças, duas blusas. Come na rua, não janta com os pais, recusa convites para comer fora, e quando sai, ingere muita bebida alcoólica e tem um quadro depressivo paralelo a todos esses sintomas.













Fonte: r7