Após morte de atirador, França anuncia medidas antiterror

Sarkozy prometeu punição a apologia ao terrorismo e à violência.

O presidente da França, Nicolas Sarkozy, anunciou nesta quinta-feira (22) que deseja instituir medidas penais para reprimir a apologia ao terrorismo ou o apelo ao ódio e à violência na internet, em viagens ou nas prisões.

"Estes delitos serão castigados penalmente", afirmou o presidente em uma declaração à televisão, logo depois da morte do atirador que estava entrincheirado em Toulouse.

"A partir de agora, qualquer pessoa que consultar páginas na internet que promovam a violência será castigada penalmente", afirmou Sarkozy no palácio do Eliseu.

"Qualquer pessoa que se deslocar para o estrangeiro para seguir trabalhos de doutrinamento de ideologias que levam ao terrorismo será castigada penalmente", acrescentou.

"Com o primeiro-ministro (François Fillon), pedi ao ministro da Justiça que realize uma reflexão profunda sobre a propagação destas ideologias no âmbito carcerário", acrescentou.



Fonte: G1