Após noticiar morte de Chávez, site afirma que foi hackeado

Após noticiar morte de Chávez, site afirma que foi hackeado

O veículo emitiu uma nota dizendo que a notícia era "totalmente falsa" e fora fruto de um ataque cibernético

Na tarde de segunda-feira, um site ligado ao governo venezuelano anunciou em sua capa que o presidente do país, Hugo Chávez, estava morto. Contudo, mais tarde, o veículo emitiu uma nota dizendo que a notícia era "totalmente falsa" e fora fruto de um ataque cibernético.

"Na tarde de hoje, a nossa página foi hackeada por inimigos da revolução bolivariana. Foi postada uma informação com a suposta morte do comandante-presidente, Hugo Chávez", disse Tania Guerrero de Garcia, presidente do diário VEA, que pertence a rede oficial de comunicação do país.

Na nova nota publicada no site, Garcia disse a notícia é "totalmente falsa". "Insistimos que fomos parte de um ataque cibernético" disse, desmentindo "categoricamente" a informação.

A presidente do VEA disse ainda que o ataque é uma "prova de que a guerra de agressões contra a revolução bolivariana está em seu apogeu". "Dizemos ao canalha que se esconde por trás destas ações que não cessaremos nosso empenho de apoiar o comandante-presidente, que está se recuperando dia-a-dia de sua doença com o amor do povo e a força de Cristo", concluiu.

Fonte: Terra