Após provocar incêndio, atriz é internada em hospital psiquiátrico

Após provocar incêndio, atriz é internada em hospital psiquiátrico

A atriz foi enquadrada em uma lei local que permite a detenção psiquiátrica involuntária, conhecida como 5150

Depois de provocar um incêndio na garagem de uma casa em em Thousand Oaks, na Califórnia, nos EUA, a atriz Amanda Bynes foi internada em hospital psiquiátrico.

A atriz foi enquadrada em uma lei local que permite a detenção psiquiátrica involuntária, conhecida como 5150. As informações são do site TMZ.

O incidente aconteceu na última segunda-feira (22) e a dona da casa, uma idosa, disse que não conhecia Amanda e não sabia o motivo pelo qual ela estava incendiando sua garagem. A dona da casa disse que Amanda tinha queimado algumas roupas. Quando a polícia chegou encontrou a atriz ao lado da fogueira.

Os policiais questionaram a atitude da atriz, mas segundo eles as respostas de Amanda foram "malucas" e por isso encaminharam a jovem para um hospital psiquiátrico.

Problemas constantes

Em maio, a atriz Amanda Bynes foi detida em seu apartamento em Nova York e levada para avaliação psiquiátrica, depois que um funcionário do prédio ligou para polícia funcionário e disse que a atriz estaria fumando maconha e enrolando um cigarro da droga no lobby de seu edifício, em Manhattan.

Quando os policiais chegaram ao apartamento de Bynes, eles se depararam com uma grande quantidade de fumaça e um instrumento para fumar maconha, conhecido como bong. Ela depois teria jogado o objeto pela sua janela - no 36º andar - na frente dos oficiais.

Detida, a artista foi levada para avaliação psiquiátrica no hospital antes de ser autuada em um distrito da cidade. Ela foi fichada por conduta imprudente, posse de drogas e adulteração de evidências. Não foi informado se ela tinha um advogado presente no momento.

Comportamento suicida?

Há versões diferentes sobre o que teria motivado a polícia a ir até a casa de Amanda Bynes em maio. O publicitário Jonathan Jaxson, que diz ser amigo da atriz, afirmou em entrevista ao site Radar Online que foi ele quem chamou as autoridades, por suspeita de que a jovem pudesse cometer suicídio.

"Eu fiz a polícia ir até a casa dela. Ouvi que eles encontraram drogas e outras coisas. Tenho provas de que ela é suicida. Houve mensagens de texto e outras coisas. Eu contei isso para a polícia e eles levaram a sério", contou Jaxson.

O publicitário descreveu a ação como uma "intervenção de sucesso". "Quero que o mundo saiba que isso é uma vitória e que ela agora terá a ajuda que merece", disse.

Garota problema

Depois de ter sido flagrada fumando um "cigarro suspeito", que seria supostamente de maconha, a atriz Amanda Bynes criticou o assédio dos paparazzi e contou aos seus seguidores no Twitter que teve que raspar o cabelo por conta de problemas capilares.

Em um post enviado ao site "E! ", a atriz famosa pelo filme "Ela e os Caras" afirmou que iria processar o veículo. "Eu tive que raspar a cabeça por causa de danos no cabelo. Então, não tenho amado minhas fotos tiradas por pararazzi há alguns anos. Eu tenho aplique, mas vocês podem vê-lo. Amo suas matérias, mas vou processar vocês por espalhar mentiras sobre mim em seu site. Obrigada por serem meus fãs".

Recentemente ela afirmou ter dificuldade para emagrecer por conta de um distúrbio alimentar.

Em agosto de 2012, Amanda Bynes foi acusada de se envolver em dois acidentes de trânsito nos Estados Unidos e abandonar os locais das batidas sem trocar informações com os outros motoristas envolvidos.

Amanda também é famosa por se envolver em confusão e acidentes de carro.

A primeira das colisões aconteceu no dia 10 de abril, quando a atriz estava com um carro alugado e bateu em outro veículo em uma rodovia de Los Angeles, deixando o local sem parar para prestar esclarecimentos.

Já a segunda batida aconteceu em 4 de agosto. Amanda teria batido na traseira de outro carro, desta vez a bordo de uma BMW, segundo o relato da outra motorista envolvida à polícia. A mulher, chamada Kisa, ainda afirmou que as duas chegaram a conversar e trocar cartões, mas Bynes "parecia nervosa com o fato" e logo foi embora.

Este acidente forçou os procuradores de Los Angeles a reabrirem o caso, antes rejeitado por não possuir testemunhas contra a atriz. Caso seja condenada, a atriz poderá enfrentar até um ano de prisão, por ser reincidente em acidentes de trânsito. A audiência vai acontecer no dia 27 de setembro. A assessoria jurídica da artista não se manifestou.

Amanda ainda revelou recentemente no Twitter tem um distúrbio alimentar e por isso precisa "trabalhar duro" para se manter em forma.

Fonte: UOL