Apresentadora de TV chora ao anunciar morte de Kim Jong-il

Apresentadora de TV chora ao anunciar morte de Kim Jong-il

Jong-il, 69, comandava a Coreia do Norte desde 1994, após a morte de seu pai, Kim Jong-sun

Uma apresentadora da TV estatal norte-coreana chorou ao anunciar a morte do ditador Kim Jong-il na manhã desta segunda-feira. Vestida de preto, ela foi às lágrimas ao ler um comunicado oficial sobre a morte do líder.

"Nosso querido líder morreu às 8h30, enquanto viajava para realizar suas funções de liderança", disse a apresentadora, que por horas enumerou as benfeitorias do ditador em programa na TV estatal.

Morre Kim Jong-il

O líder norte-coreano, Kim Jong-il, morreu nesse sábado, 17 de dezembro, vítima de "fadiga física", quando realizava uma viagem de trem. Sua morte só foi anunciada nessa segunda, 19, pela agência estatal norte-coreana. Após receber a notícia, o governo e o Exército da Coreia do Sul entraram em estado de alerta, enquanto a população da Coreia do Norte chorava o falecimento do líder, que abre espaço para ascensão de seu filho, Kim Jong-un, provável herdeiro em Pyongyang.

Jong-il, 69, comandava a Coreia do Norte desde 1994, após a morte de seu pai, Kim Jong-sun, fundador do país. Durante 17 anos, cultivou um dos regimes mais fechados do mundo, baseado no culto de si e do sistema comunista. O governo hermético não impediu que idiossincrasias de Jong-il viessem a público, como o autoproclamado título de inventor do hambúrguer, formando a imagem complexa de um líder excêntrico de um país isolado do mundo, cujo futuro na península coreana é agora incerto.

Fonte: Terra