Argentina: Dona de casa é acusada por lavagem de dinheiro

Gabriela Ayala tem seis carros avaliados em quase R$ 300 mil

A argentina Gabriela Ayala é investigada por lavagem de dinheiro obtido pelo tráfico de drogas, apesar de ter declarado à Justiça de seu país que é apenas uma dona de casa. As informações são do jornal argentino "Clarín".

Gabriela teve seus bens confiscados e suas contas bloqueadas pela Justiça argentina a pedido da Unidade de Informação Financeira (UIF), órgão do governo que combate a lavagem de dinheiro no país latino.


Argentina: Dona de casa é acusada por lavagem de dinheiro

Seis carros, quatro propriedades e até um restaurante no bairro de Las Cañitas, em Buenos Aires, foram encontrados no nome da jovem argentina. Somados, os veículos - de marcas como BMW e Cherokee - valeriam mais de 700 mil pesos (cerca de R$ 295 mil). Três colombianos estão autorizados a dirigir um de seus carros, uma caminhonete BMW X6. Os bens não haviam sido declarados ao fisco argentino.

O advogado da mulher, Alejandro Cipolla, disse que Gabriela já chegou a ser a proprietária desses bens no passado, mas agora eles já estariam vendidos e os dados consultados pela UIF, desatualizados. Uma empresa fantasma com sede na província de Entre Ríos também foi encontrada no nome de Gabriela.

O acúmulo de provas levou a UIF pedir que a justiça argentina volte a investigar Gabriela, que chegou a ser isentada pelo juiz Marcelo Aguinsky de envolvimento em um esquema de transporte de cocaína ao México. Esta investigação antiga levará a modelo colombiana Angie Sanclemente Valencia a julgamento no final de outubro.

Fonte: G1