Arqueólogos acham esqueleto de Ricardo III em estacionamento

Os restos mortais do soberano imortalizado por William Shakespeare serão sepultados na catedral da cidade, informou a instituição

Um esqueleto achado em um estacionamento de Leicester, no centro da Inglaterra, é do rei Ricardo III, morto em 1485, anunciaram arqueólogos da Universidade de Leicester nesta segunda-feira (4).

"A conclusão acadêmica da Universidade de Leicester é que, além de qualquer dúvida razoável, o indivíduo exumado em Greyfriars, em setembro de 2012, é efetivamente Ricardo III, o último rei da Inglaterra da casa Plantagenet", afirmou o arqueólogo Richard Buckley, que encabeçou a investigação, desencadeando aplausos do público.

Os restos mortais do soberano imortalizado por William Shakespeare serão sepultados na catedral da cidade, informou a instituição. Os cientistas esperam que a descoberta possibilite uma nova visão sobre seus dois anos de reinado.


Arqueólogos acham esqueleto de Ricardo III em estacionamento na Inglaterra

Arqueólogos acham esqueleto de Ricardo III em estacionamento na Inglaterra

Rei no estacionamento

Em agosto de 2012, arqueólogos da Universidade, em colaboração com a Sociedade Richard III e a prefeitura de Leicester, começaram um dos mais ambiciosos projetos arqueológicos já realizados no país: nada menos do que uma busca do túmulo perdido de Ricardo III.

O rei inglês morreu com as suas armas nas mãos durante a batalha de Bosworth Field, perto de Leicester, que encerrou a Guerra das Rosas. Alguns textos indicavam que seu corpo, até então nunca encontrado, teria sido enterrado com pouca pompa na igreja de Greyfriars, uma capela franciscana destruída no século 16.

A escavação feita pela equipe da Universidade no ano passado não só descobriu o convento preservado debaixo de um estacionamento no centro da cidade, mas, também, um esqueleto com uma curvatura na coluna vertebral e cheio de cicatrizes, similares às agressões letais que o rei sofreu no campo de batalha.

Após uma bateria de testes e análises de DNA, os especialistas da Universidade anunciaram que os restos mortais encontrados são realmente do último rei da casa Plantagenet.

William Shakespeare imortalizou Ricardo III como um tirano corcunda que matou os dois sobrinhos que impediam seu acesso ao trono da Inglaterra, entrando, assim, para a história com uma péssima reputação.

Fonte: UOL