Ataques a cristãos matam dois e ferem dezesseis no Iraque

Ataques a cristãos matam dois e ferem dezesseis no Iraque

Em novembro, onda de ataques matou pelo menos seis cristãos no país

Pelo menos duas pessoas morreram e 16 ficaram feridas na noite desta quinta-feira (30), após uma nova onda de ataques possivelmente coordenados contra cristãos iraquianos em Bagdá.

"No total, 14 bombas foram colocadas junto a casas pertencentes a cristãos", disse à France Presse um funcionário do Ministério do Interio. "Dez artefatos explodiram, matando dois cristãos e ferindo 16", acrescentou.

"Os outros quatro (explosivos) foram localizados e as forças de segurança os fizeram explodir sob controle", precisou.

Para Saad Sirop Hanna, representante da Igreja Católica Caldeia, "o objetivo dos atentados é amedrontar os cristãos e forçá-los a sair do Iraque".

O maior número de explosões foi registrado no bairro comercial de Karrada, onde fica uma catedral atacada no dia 31 de outubro, véspera do Dia de Todos os Santos.

Mês pasado, dias depois das ameaças da rede terrorista da al-Qaeda, uma série de atentados contra casas cristãs deixou seis mortos e 33 feridos, aumentando o sentimento de insegurança na região, além de levar muitos cristãos a fugir para a região autônoma do Curdistão.

Dos 800 mil a um milhão de cristãos que viviam no Iraque, antes da invasão do país pelas forças internacionais lideradas pelos Estados Unidos em 2003, só resta a metade.

Fonte: g1, www.g1.com.br