Atividades escolares recomeçam no Haiti

Quase três meses depois do terremoto que assolou o país mais pobre das Américas

As escolas recomeçaram suas atividades no Haiti quase três meses depois do terremoto que assolou o país mais pobre das Américas, em 12 de janeiro e que causou 222.500 mortos e 1,5 milhão de desabrigados.

O Ministério da Educação convidou às escolas que tem condições a retomar as atividades e a começar por sessões de apoio psicossocial a fim de facilitar a readaptação das crianças traumatizadas pela catástrofe.

Um comunicado do ministério precisou que 500 locais foram preparados para receber os estudantes. Também foram elaborados novos programas e calendários para o período letivo abril-agosto.

As escolas afetadas pelo terremoto receberão 3 mil barracas para as salas de aula.

As autoridades estimam que US$ 2 bilhões serão necessários para a reativação da educação, que resultou muito afetado pelo devastador sismo.

Cerca de 80% das 5 mil escolas primárias e secundárias do país ficaram "gravemente danificadas" pelo terremoto e 30% "totalmente destruídas", segundo uma fonte local.

Dezenas de milhares de alunos, professores e empregados das escolas morreram no desastre

Fonte: Yahoo