Ativistas seminuas protestam durante oração do Papa Bento 16, no Vaticano

Ativistas seminuas protestam durante oração do Papa Bento 16, no Vaticano

Ativistas exibiam cartazes e frases no corpo em defesa dos gays. Protesto ocorreu enquanto Papa fazia a oração dominical do Ângelus

Ativistas do grupo feminista Femen protestaram seminuas neste domingo (13) na Praça de São Pedro, no Vaticano, enquanto o Papa Bento 16 fazia a tradicional benção dominical da oração do Ângelus da janela de seu apartamento. As ativistas exibiam cartazes e frases no corpo em defesa dos gays.

src="http://static.meionorte.com/uploads/imagens/2013/1/13/ativistas-seminuas-protestam-durante-oraa-a-o-do-papa-bento-16071c346fd0996ebc0cb2c9b78940548d.jpg" width="600" height="399"/>

As quatro mulheres estavam posicionadas ao lado da Árvore de Natal na praça, diante da Basílica de São Pedro. Quando o Papa apareceu em sua janela para o Ângelus, elas começaram a se despir, e em segundos mostraram os seios no meio dos fiéis.

As militantes exibiam no peito a expressão "Cale a boca" e nas costas "In gay we trust", alusão a "In god we trust" (Em Deus confiamos, lema oficial dos Estados Unidos) e algumas exibiam cartazes nos quais estava escrito em letras garrafais "Cale a boca".


Ativistas seminuas protestam durante oração do Papa Bento 16

A ação durou apenas alguns minutos e elas foram imediatamente detidas.

O Femen é conhecido desde 2010 por suas ações de "topless", principalmente em Rússia, Ucrânia e Inglaterra. Em setembro, elas criaram em Paris "o primeiro centro de treinamento" do "novo feminismo". Essas feministas defendem também a democracia e o combate à corrupção.

Fonte: G1