Ator da trilogia ""Millenium"" pode ter morrido em incêndio

Ator da trilogia ""Millenium"" pode ter morrido em incêndio

Os restos mortais de uma pessoa foram encontrados no domingo entre as cinzas

Um incêndio em uma casa aparentemente matou o ator Per Oscarsson, um dos grandes nomes do cinema da Suécia que ganhou o prêmio de melhor ator em Cannes em 1966 e apareceu em filmes baseados na trilogia ""Millennium"", de Stieg Larsson. A mulher do ator também pode ter morrido, comunicou a polícia neste domingo.

O porta-voz da polícia Jan Strommegard afirmou que os restos mortais de uma pessoa foram encontrados no domingo entre as cinzas e provavelmente são do ator de 83 anos ou de sua mulher, Kia Ostling, de 67 anos. Os dois foram dados como desaparecidos por parentes que afirmam que o casal estava em casa quando o fogo destruiu a casa na sexta-feira.

A casa, que fica em uma área remota da pequena cidade de Skara, no sudoeste da Suécia, ficou completamente destruída pelo fogo. Só a chaminé havia sobrado quando os bombeiros chegaram ao local na sexta-feira.

Strommegard não confirmou quando a indentificação dos restos será concluída, mas disse que a polícia vai continuar buscando os restos de uma segunda pessoa. A causa do incêndio ainda é desconhecida.

Oscarsson ganhou o prêmio de melhor ator no Festival de Cannes de 1966 pelo papel do escritor Pontus no filme ""Fome"". Durante sua carreira, ele participou de mais de cem filmes e séries de TV suecos.

Mais recentemente, ele apareceu no filme sueco ""Os homens que não amavam as mulheres", baseado no popular livro do escritor Stieg Larsson. Ele interpretou Holger Palmgren, o tutor legal da heroína, Lisabeth Salander.

Fonte: Extra, extra.globo.com