Atriz francesa Marion Cotillard  é ameaçada de morte em Nova York

Atriz francesa Marion Cotillard é ameaçada de morte em Nova York

Moradora do bairro de Queens foi presa após enviar vídeo ameaçador.

A atriz francesa Marion Cotillard foi vítima de ameaças de morte de uma mulher que foi detida na quinta-feira (5) em Nova York e libertada um dia depois com o pagamento de fiança, e que enfrenta um processo por assédio.

Cotillard, vencedora do Oscar, recebeu um vídeo com uma mensagem ameaçadora de uma mulher que vive no bairro do Queens, informa o jornal "Daily News". Depois de ser identificada, a mulher foi detida na quinta-feira e libertada após o pagamento de uma fiança de US$ 50 mil na sexta-feira, mas foi indiciada.

"A culpa e pena que sinto agora não sentirei uma vez que passar. Depois que passar, não sentirei nenhum remorso. Assim é como aparentemente se sente ser um assassino", afirma a mulher no vídeo, enviado no dia 23 de julho a um site de fãs de Cotillard.

A administradora do site da atriz alertou o FBI sobre várias mensagens com ameaças da mulher. Em uma série de e-mails enviados em julho, ela afirmava conhecer a agenda de viagens de Cotillard e dizia que pretendia encontrar a atriz.

"Cotillard e sua família estavam preocupadas com sua segurança física", afirmou o agente do FBI Braford Price, em um depoimento à justiça do Brooklyn, onde foi apresentada a denúncia.

Marion Cotillard ganhou o Oscar em 2007 por sua interpretação de Edith Piaf em "Piaf - Um hino ao amor". Cotillard teve o primeiro filho, Marcel, no dia 19 de maio em Paris. Ela é casada com o ator e cineasta francês Guillaume Canet.

Fonte: g1, www.g1.com.br