Autópsia de Michael Jackson revela tatuagem cor de rosa nos seus lábios

As revelações foram feitas durante o julgamento da ação movida pela mãe e filhos do cantor contra a produtora da turnê This is It

Mesmo após quase quatro anos após de morto, cada vez mais detalhes curiosos são descobertos com relação a Michael Jackson. Desta vez, segundo o jornal britânico Daily Mail, o cantor tinha tatuagens na testa e na região da boca. As revelações foram feitas durante o julgamento da ação movida pela mãe e filhos do cantor contra a produtora da turnê This is It, a AEG, por responsabilidade solidária na morte do cantor.

De acordo com o jornal Daily Mail, através da autópsia do cantor, foi descoberto que ele tinha lábios tatuados de rosa. Como se não bastasse, o Rei do Pop também tatuou alguns tons mais escuros na testa, além de sobrancelhas.

Segundo o Dr. Christopher Rogers, um dos responsáveis pela autópsia, o tom de pele do astro havia ficado mais claro, devido à doença do vitiligo, que altera a pigmentação da epiderme.

Durante o julgamento, o toxicologista Dan Anderson, do departamento de medicina legal de Los Angeles, prestou depoimento e ainda contou que, no dia de sua morte, Michael Jackson tinha uma quantidade suficiente de propofol no organismo para uma pessoa que ia se submeter a uma cirurgia de grande porte. O médico legista ainda confirmou a morte do cantor pelo propofol, mas também citou outros sete medicamentos que eram utilizados para ajudar Michael Jackson a dormir.

Fonte: O Fuxico