Avião que caiu na China é da brasileira Embraer

Segundo a TV estatal, 47 pessoas teriam sido resgatadas de aeronave fabricada pela brasileira Embraer

A televisão estatal da China afirmou que 47 pessoas foram resgatadas de um avião chinês construído pelo grupo brasileiro de aeronáutica Embraer com pelo menos 91 pessoas a bordo. A aeronave ERJ-190 (E90) da companhia aérea Henan caiu nesta terça-feira perto na Província de Heilongjiang, no noroeste da China.

Um repórter da Televisão Central da China no local do acidente não esclareceu o que aconteceu com os outros passageiros da aeronave. Ainda não há informações sobre vítimas fatais.

Segundo a mídia estatal, equipes de resgate correram ao local e, segundo a agência oficial Xinhua (Nova China), pelo menos 20 pessoas foram hospitalizadas.

O avião caiu perto do aeroporto de Lindu, na cidade de Yichun, às 22h20 do horário local (11h20 em Brasília), informou a Xinhua, citando autoridades locais e governamentais. De acordo com a agência chinesa, o avião passou da pista do aeroporto e pegou fogo.

O avião decolou de Harbin, capital de Heilongjiang, antes das 21 horas locais. Inicialmente, a Henan disse à Xinhua que no avião havia 96 pessoas a bordo.

A Henan é uma joint venture entre a companhia aérea Shenzhen, da China, e a Mesa Air Group, dos EUA, e tem como base a Província de Henan.

O último grande acidente que aconteceu na China foi em novembro de 2004, quando um avião de passageiros com 53 pessoas a bordo caiu em um lago congelado perto da cidade de Baotou, no norte do país. Duas pessoas em terra também morreram no acidente.

Fonte: IG