Avó de 60 anos de idade doa rim para salvar vida da própria neta de 7 anos

Agora, a jovem pode comer tudo que sempre quis, graças à operação

Uma menina de sete anos de idade foi salva por um transplante de rim dado por sua avó. Quando Eva Dowling tinha apenas 3 meses de vida os médicos a diagnosticaram com um rim raro e com risco de morte, já que possuía doença hepática.

Assim a menina não poderia comer qualquer tipo de alimento, e passava dias no hospital, ligada a uma máquina de diálise tendo futuro incerto.

Mas agora a jovem pode comer tudo que sempre quis, graças à operação que certamente salvou sua vida. Médicos disseram que era quase impossível encontrar um doador para Eva, por conta da quantidade de transfusão de sangue que ela havia recebido, o que aumentou a probabilidade de rejeição.

Porém, após uma breve procura, descobriram que sua avó, Eileen Smith-Jones, poderia ser sua doadora. Depois da operação de transplante, que os especialistas acreditam se tratar da maior diferença de idade entre doador e receptor, Eva pode comer, beber, nadar e fazer tudo o que sempre desejou.

Eileen disse: ?Eu posso sobreviver muito bem com um rim, e a diferença de Eva é incrível. Ela não era capaz de beber, comer, e era alimentada através de um tubo em sua barriga desde os de três meses e meio de idade, quando ela passou mal pela primeira vez?.


Fernanda Lima e Rodrigo Hilbert curtem parque aquático com os filhos gêmeos

Eva Dowling recebeu rim de sua avó, Eileen Smith-Jones, e agora pode comer pela primeira vez.

A mãe de Eva, Nicola Dowling, de 34 anos, que vive em Warmley, South Gloucestershire, acrescentou: ?Minha mãe está indo para o céu, com certeza ? ela salvou a minha menina.?

Fonte: Daily Mail