Bebê de apenas seis dias é o transplantado cardíaco mais jovem dos Estados Unidos

O pequeno Oliver Crawford superou com êxito a cirurgia realizada em janeiro no Hospital Infantil de Phoenix, no Arizona


Um bebê com seis dias de nascido se tornou o paciente mais jovem a ser submetido a um transplante de coração nos Estados Unidos, informaram nesta quinta-feira seus orgulhosos pais e sua equipe médica. O pequeno Oliver Crawford superou com êxito a cirurgia realizada em janeiro no Hospital Infantil de Phoenix, no Arizona (sudoeste), depois de ter nascido sete semanas prematuro com um problema cardíaco que lhe dava pouca expectativa de vida.

"Os médicos tinham muito pouca esperança que ele sobrevivesse durante a gravidez e quando a bolsa estourou na semana 33 estávamos preparados para que ele nascesse morto", explicou a mãe, Caylyn Otto, em um comunicado. "Mas nasceu com muita força" no dia 5 de janeiro, completou a mãe. Os médicos descobriram na semana 20 de gestação que o bebê tinha uma miocardiopatia dilatada, uma complicação que foi confirmada um mês mais tarde.

"O ventrículo esquerdo era muito grande para um feto de 24 semanas", afirmou o cardiologista Christopher Lindblade ao jornal Arizona Republic. Esta complicação produz hipertrofia e dilatação em algumas partes do coração, ao ponto de diminuir sua capacidade para bombear e danificar os outros órgãos.

A equipe médica programou o parto para a semana 36, mas Otto começou o trabalho de parto na 33. Oliver entrou na lista de espera a nível nacional para receber um transplante no dia 9 de janeiro, depois de superar as primeiras horas de vida. Dois dias depois apareceu um coração compatível com seu organismo e o pequeno foi operado por 10 horas. "Ao nosso ver, Oliver é o transplantado mais novo do país. Foi transplantado com 34 semanas e três dias de gestação", disse sua mãe. O bebê permanece internado no hospital onde os médicos vigiam de perto a evolução de seus pulmões, que ainda estão frágeis, embora já pese 2,766 kg. "Oliver é um milagre", assegurou seu pai, Chris Crawford.

Fonte: Terra