Bispos anglicanos da Inglaterra se negam a abençoar casamentos gays

Os deputados britânicos aprovaram, em julho, o casamento homossexual, após um debate acalorado no país

Londres - Os bispos da Igreja Anglicana da Inglaterra excluíram este sábado (15/2) em um comunicado a bênção de casamentos gays e rejeitaram a possibilidade de que membros do clero se casem com uma pessoa do mesmo sexo.

"As cerimônias de bênção" para casais homossexuais "não devem ser organizadas" na Igreja da Inglaterra, escreveu a conferência episcopal após uma reunião na quinta-feira.

Além disso, "não seria apropriado que uma pessoa ordenada se case com alguém do mesmo sexo, pois é necessário que o clero dê o exemplo sobre os ensinamentos da Igreja".

Essas afirmações contradizem, em parte, as recomendações formuladas em novembro em um relatório encarregado pelos bispos.

Leia mais notícias em Mundo

Esse documento, redigido pela equipe encarregada da política da Igreja da Inglaterra em matéria de sexualidade, considerava que "podia haver circunstâncias nas quais um sacerdote (...) deveria ter a liberdade de oficializar uma união do mesmo sexo, sem que tenha a obrigação de fazê-lo".

Os deputados britânicos aprovaram, em julho, o casamento homossexual, após um debate acalorado no país. A lei permite os casamentos civis e os primeiros casamentos estão previstos na Inglaterra e no País de Gales a partir de 29 de março.

Na Igreja Anglicana, majoritária no país, o casamento homossexual é ilegal. O arcebispo de Canterbury, Justin Welby, chefe espiritual dos 80 milhões de anglicanos de todo o mundo, manifestou em diversas ocasiões sua oposição ao casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Fonte: Correio Braziliense