"Camisas vermelhas"  põem fogo na Bolsa

"Camisas vermelhas" põem fogo na Bolsa

Governo tailandês impõe toque de recolher para tentar conter confrontos

O primeiro-ministro tailandês, Abhisit Vejjajiva, decretou toque de recolher na capital do país, Bangcoc, das 20h desta quarta até às 6h de quinta-feira, após grupos ligados aos "camisas vermelhas", de oposição ao governo, incendiarem o edifício da Bolsa de Valores de Bangcoc e atacarem o prédio do "Canal 3" da televisão estatal.

Os ataques aconteceram em represália à operação do Exército para desmontar o acampamento dos manifestantes no centro da capital tailandesa, ação que causou pelo menos quatro mortes. A ação dos manifestantes indica que os protestos não terminaram na cidade, embora líderes dos camisas vermelhas tenham se entregado nesta quarta, após a ação dos soldados do governo.

A liderança chegou a pregar pelo fim dos protestos par evitar novas mortes. Após o anúncio do toque de recolher, autoridades determinaram que todas as redes de TV noticiassem apenas programas impostos pelo governo no lugar da programação normal. Uma visão geral mostra fumaça no horizonte de Bangcoc. Grupos isolados ligados aos ‘camisas vermelhas’ seguem protestando e espalhando o terror pela cidade.Uma visão geral mostra fumaça no horizonte de Bangcoc.

Os jornais "The Nation" e "Bangcoc Post", os dois de maior circulação em língua inglesa, esvaziaram suas sedes, perante o risco de se tornarem alvo de ataques por parte dos manifestantes opositores, pois grupos isolados seguem provocando incidentes. Os camisas vermelhas, a maioria de origem pobre, iniciaram o movimento em meados de março para exigir a renúncia do primeiro-ministro Abhisit Vejjajiva e a convocação de eleições legislativas antecipadas.Eles consideram o governo ilegítimo e apoiam o ex-premiê Thaksin Shinawatra, que deixou o país após um golpe de Estado em 2006. Integrantes de grupos ligados aos oposicionistas são vendados após serem presos em Bangcoc.

O ministro da Defesa, Prawit Wongsuwon, indicou que o governo estuda declarar o toque de recolher, que pode entrar em vigor esta noite, mas não informou a hora exata e também não disse se a medida afetaria toda a cidade de Bangcoc, que tem 12 milhões de habitantes em 1.568 km². No domingo passado, o primeiro-ministro Abhisit Vejjajiva e o Exército anunciaram que tinha sido decidida a declaração do toque de recolher nas imediações da região do acampamento dos camisas vermelhas, mas horas depois a medida foi rejeitada por ser considerada "desnecessária". O Exercitou informou que concluiu a operação para retirada dos camisas vermelhas do centro de Bangcoc, onde milhares de manifestantes estavam acampados há quase seis semanas.

Fonte: g1, www.g1.com.br