Britânica é assassinada durante lua-de-mel na África do Sul. Confira!

Britânica é assassinada durante lua-de-mel na África do Sul. Confira!

Shrien e Anni Dewani foram sequestrados por homens armados quando passavam por uma favela na periferia da Cidade do Cabo.

O assassinato de uma mulher britânica durante sua lua-de-mel na África do Sul causou choque e consternação na Grã-Bretanha. Casados havia duas semanas, Shrien e Anni Dewani foram sequestrados por homens armados quando passavam por uma favela na periferia da Cidade do Cabo, no sábado.

Shrien, 31 anos, foi libertado pouco depois, sem ferimentos. O corpo de sua mulher, de 28 anos, foi encontrado no domingo, com ferimentos no peito e no rosto. A polícia disse que só a autópsia poderá determinar a causa da morte. Em Bristol, cidade natal do casal, a família disse que está tentando "absorver" a notícia.

O porta-voz da polícia Andre Traut diz que o táxi do casal foi sequestrado no bairro de Gugulethu, a 15 km do centro da Cidade do Cabo, por dois homens armados às 23h locais.

O correspondente da BBC em Johanesburgo, Jonah Fisher, diz que o táxi do casal foi interceptado após eles visitarem vinícolas perto de Gugulethu.

A favela foi criada em 1960, sob o regime do apartheid, para alojar parte da população negra que já não cabia nos bairros da Cidade do Cabo destinados ao grupo.

Hoje, diz Fisher, a favela recebe turistas, embora se recomende cautela aos visitantes. Ele acrescentou que, apesar dos altos índices de violência na África do Sul, turistas não costumam ser vítimas de ações criminosas.

Fonte: Terra