Cadela perdida por 6 semanas na neve é resgatada na Inglaterra

Cadela perdida por 6 semanas na neve é resgatada na Inglaterra

Angel vagou sob temperaturas negativas em região rural da Inglaterra

Uma cadela foi resgatada depois de passar seis semanas perdida em uma área rural da Inglaterra. A região é coberta de neve e tem temperaturas negativas.

A cadela da raça mink hound, batizada de Angel, usava uma coleira vermelha e foi notada por moradores de Berkshire pela primeira vez no dia 6 de novembro. Angel foi capturada apenas no dia 16 de dezembro pela organização Newbury Dogs Trust, depois de ser vista vagando pelos arredores de outros vilarejos.

Os moradores alertaram a organização que iniciou a operação de captura da cadela, descrita no site da Dogs Trust como um "milagre de Natal".

Paula Boyden, vice-diretora do setor de veterinária da organização, afirmou que a sobrevivência de Angel durante todo este tempo é surpreendente.

"Devido às condições do clima que tivemos nas últimas semanas, estou surpresa em saber que ela sobreviveu e foi capturada em uma condição tão boa."

"No entanto, com a previsão de as temperaturas caírem para abaixo de zero de novo, o desafio de encontrar comida e abrigo poderia ter se transformado em uma tarefa impossível se ela não fosse resgatada", acrescentou.

Jenny Hopkins, que trabalha para a entidade, teve que usar uma rede especial para capturar Angel. De acordo com ela, a cadela sobreviveu usando seus instintos, procurando por restos de comida.

"Ela provavelmente viajou 30 milhas (cerca de 48 quilômetros) por dia durante seis semanas. Sabíamos que era ela por causa das descrições que as pessoas davam", afirmou.

Hopkins conta que a captura não foi fácil, pois Angel estava assustada.

"Tentei capturá-la, mas ela não aceitava as pessoas (em volta), pois estava muito assustada. Nós até colocamos armadilhas, mas ela não entrava nelas", disse.

A funcionária da Dogs Trust calcula que "é possível que ela tenha passado pelos caminhos ao longo dos canais congelados".

Angel não tem o chip de identificação, por isso não é possível saber de onde ela veio ou quem são seus donos, mas ela ficará no abrigo da Dogs Trust até que a entidade encontre uma nova casa para ela.

Fonte: g1, www.g1.com.br