Cães são forçados a lutar até a morte por “diversão” na China

A polícia disse que o evento não violou “nenhuma lei e que não houve queixas oficiais”.


Informações divulgadas pelo jornal  Daily Mail mostram que defensores de animais estão lutando contra as populares brigas entre cachorros que atraem plateias de dezenas de pessoas no nordeste do país. Numa espécie de tatame, os animais devem brigar até que um deles morra. 

A brutalidade dos eventos revolta os defensores de animais. Os organizadores dos eventos, no entanto, argumentam que a população local não possui “entretenimento” e que essa é uma forma de diversão barata. Recentemente foram divulgadas algumas imagens de uma briga no Festival de Primavera da cidade de Sanjiao, na província de Jishan. Nela, dois cães estão sangrando e continuam a briga.

"Algumas pessoas na cidade criticam nossos duelos, mas têm dinheiro para pagar o entretenimento que quiser. Nós temos que organizar as coisas para nos entreter”, defende um dos organizadores, Shi Pan. Embora proibida em alguns países, as brigas de cães são uma atração comum no norte da China, que abriga mais de 100 festivais a cada ano, atraindo visitantes de províncias vizinhas e turistas.

A polícia disse que o evento não violou “nenhuma lei e que não houve queixas oficiais”.

Fonte: Terra