EUA: Casa Branca nomeia gay como secretário social

EUA: Casa Branca nomeia gay como secretário social

Bernard terá como missão

A Casa Branca anunciou nesta sexta-feira a nomeação como seu próximo secretário social de Jeremy Bernard, o primeiro homem e a primeira pessoa homossexual assumida designada para este cargo, que o torna responsável pela organização dos atos sociais presidenciais.

Bernard trabalhava na embaixada dos Estados Unidos em Paris, onde exercia funções de assessor do embaixador americano.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse em comunicado que Jeremy "lidera" a "visão da Casa Branca como a casa do povo, que celebra nossa história e nossa cultura de maneira dinâmica".

Bernard terá como missão "exibir as artes e a cultura dos EUA" ao país e ao mundo "através dos vários eventos que se organizam na Casa Branca", ressaltou Obama.

Por sua vez, o novo secretário declarou-se "profundamente honrado" pela nomeação e assegurou que "há muito tempo" admira "os programas educativos e artísticos que se transformaram em emblemas da Casa Branca de Obama".

"Desejo continuar estes esforços nos próximos anos", acrescentou.

Bernard será a terceira pessoa que ocupa a Secretaria Social da Casa Branca, depois que sua antecessora, Julianna Smoot, foi para Chicago para começar a preparar a campanha eleitoral de 2012.

A primeira secretária social de Obama, Desiree Rogers, renunciou ao cargo após o escândalo gerado quando um casal entrou sem convite no primeiro jantar de Estado organizado durante a atual Administração, em honra ao primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh, em novembro de 2009.

A Secretaria Social é a responsável por planejar os atos sociais oficiais da Casa Branca e colaborar com o escritório da primeira-dama para coordenar seus detalhes, incluindo os menus que serão servidos até a lista de convidados.

Antes de se mudar para Paris no ano passado, Bernard trabalhou na Casa Branca como intermediário com o Fundo Nacional para as Artes.

Anteriormente, foi consultor financeiro da campanha eleitoral de Obama em 2008.

Entre 2001 e 2009 participou do comitê de assessoria presidencial para as artes do Centro John F. Kennedy, em um período no qual também fez parte do Comitê Nacional Democrata, o órgão diretor do Partido Democrata.

Também foi membro de um dos principais organismos em defesa dos direitos dos homossexuais dos EUA.

Fonte: Terra, www.terra.com.br