Casal pode pegar pena de morte por assassinar filha adotiva de 10 anos

Crime ocorreu em 2011 no estado da Flórida

O casal Jorge e Carmen Barahona compareceu nesta quarta-feira (1º) em um tribunal de Miami-Dade, no estado da Flórida (EUA), em um caso no qual é acusado de espancar até a morte sua filha adotiva de 10 anos.

Jorge e Carmen Barahona fizeram a primeira aparição no tribunal, mais de um ano depois do crime bárbaro que chocou os EUA. O casal se declarou culpado da acusação é pode ser condenado à pena de morte.

O corpo de Nubia Barahona, de 10 anos, foi encontrado em decomposição no fundo da caminhonete de seu pai em uma estrada em 2011. Seu irmão gêmeo sofreu queimaduras graves depois se encharcado com um produto químico tóxico.


Casal pode pegar pena de morte por assassinar filha adotiva nos EUA

Casal pode pegar pena de morte por assassinar filha adotiva nos EUA

Fonte: G1