Caso Kate: Enfermeira vítima de trote já havia tentado se matar antes

Caso Kate: Enfermeira vítima de trote já havia tentado se matar antes

A enfermeira de 46 anos foi alvo de um trote feito por dois radialistas australianos.

A enfermeira indiana Jacintha Saldanha, que cometeu suicídio após cair em uma pegadinha de radialistas australianos quando trabalhava no hospital onde Kate Middleton estava internada, já havia tentado se matar duas vezes antes. Segundo o jornal Mail, Jacintha tentou suicídio em dezembro de 2011, com uma overdose de remédios, durante uma visita à Índia. Ela sobreviveu, mas tentou se matar de novo nove dias depois, jogando-se de um prédio. A enfermeira ficou vários dias hospitalizada e depois teve de tomar antidepressivos.

A enfermeira de 46 anos foi alvo de um trote feito por dois radialistas australianos, que fingiram ser a rainha Elizabeth e o príncipe Charles, para obter informações sobre o estado de saúde da duquesa de Cambridge, grávida e internada no hospital. Após saber que havia sido alvo de um trote, Jacintha se enforcou, deixando três cartas para a família explicando a angústia que a levou a tirar a própria vida.

Em um dos bilhetes, ela descreve como teve dificuldades para lidar com o trote. Em outro, no entanto, ela critica colegas de trabalho do hospital King Edwards VII pelo tratamento que recebeu nos dias que sucederam a ligação feita pelos australianos. Uma das cartas, a mais longa, trata do hospital em um tom crítico. Jacintha foi a primeira pessoa a atender a ligação e passou para uma colega, também enfermeira, que deu informações confidenciais sobre a saúde de Kate.

Fonte: Terra