Cauda de avião da AirAsia é encontrada submersa; caixa-preta pode estar perto

Cauda de avião da AirAsia é encontrada submersa; caixa-preta pode estar perto

"Sou levado a acreditar que a cauda do avião foi encontrada", disse o chefe da AirAsia, por Twitter, minutos após o anúncio

A cauda do jato da AirAsia acidentado foi encontrada no fundo do mar a cerca de 30 quilômetros da última localização conhecida do avião, anunciou nesta quarta-feira (7) a agência de busca e salvamento da Indonésia, uma descoberta que os investigadores esperam que os conduza à caixa-preta da aeronave.

O voo QZ8501 desapareceu dos radares sobre o norte do mar de Java em 28 de dezembro, a menos de metade do caminho de um trajeto de duas horas iniciado na segunda maior cidade da Indonésia, Surabaya, com destino a Cingapura. Não houve sobreviventes entre as 162 pessoas a bordo.

"Encontramos a cauda, que tem sido o nosso principal alvo", disse o chefe da agência de busca e salvamento, Fransiskus Bambang Soelistyo, em entrevista coletiva em Jacarta.

A cauda foi identificada por mergulhadores depois de descoberta por um aparelho subaquático usando um sonar, afirmou Soelistyo. Ele mostrou fotografias do fundo do mar que mostram inscrições parciais sobre o objeto submerso em comparação com uma imagem de um Airbus A320-200 intacto da frota da AirAsia.

"Com base nas imagens posso confirmar que o que encontramos foi a parte final", disse ele, acrescentando que a equipe "agora ainda está desesperadamente tentando localizar a caixa-preta".

Quarenta corpos e destroços do avião foram recolhidos na superfície das águas ao largo de Bornéu, mas os ventos fortes e ondas altas têm prejudicado os esforços dos mergulhadores para chegar a grandes pedaços de destroços detectados pelo sonar no fundo do mar, que seriam do avião.

Localizar a cauda tem sido uma prioridade porque os gravadores de voz da cabine e dos dados de voo, que podem fornecer pistas vitais sobre por que o avião caiu, estão localizados na parte traseira do Airbus.

"Sou levado a acreditar que a cauda do avião foi encontrada", disse o chefe da AirAsia, por Twitter, minutos após o anúncio.

"Se for a parte direita da seção da cauda, a caixa-preta deve estar lá... Precisamos encontrar todas as peças logo para que possamos aliviar a dor das famílias de nossos clientes. Essa ainda é a nossa prioridade."

SINAIS EMITIDOS

Em Pangkalan Bun, o porto do sul de Bornéu mais próximo ao local do acidente, o coordenador da agência de busca e salvamento disse a jornalistas que o mau tempo que dificultou a operação por dez dias havia diminuído e os mergulhadores estavam na água.

Enquanto os navios com equipamentos apropriados para detectar os sinais emitidos pelas caixas-pretas se dirigiam para o local do achado, ele alertava que a cauda da aeronave pode não estar totalmente intacta.

"A cauda foi localizada relativamente distante do ponto do último contato, cerca de 30 quilômetros", disse Supriyadi. "As caixas-pretas estão localizadas atrás da porta, à direita da cauda. Existe uma possibilidade de que a cauda e a parte de trás do avião estejam quebradas."

Soelistyo disse que um total de 12 objetos haviam sido encontrados, mas ele não pôde confirmar se todos eram partes da aeronave. Acredita-se que os destroços incluam também partes da fuselagem onde muitos dos corpos das vítimas podem estar presos.

CLIQUE AQUI E CURTA O PORTAL MEIO NORTE NO FACEBOOK

Fonte: Reuters