Cenas de nudez de políticos gera polêmica e China aumenta censura

O governo tentou apagar a história dos microblogs.

Uma sequência de mais de 180 fotos de uma orgia supostamente envolvendo membros do Partido Comunista causou furor na internet chinesa e levou o governo a apagar as imagens e a censurar o assunto nos microblogs do país.


Cenas de nudez de políticos gera polêmica e China aumenta censura

Dois participantes da orgia foram inicialmente identificados como os chefes do partido do condado de Lujiang, na província de Anhui (leste).

A confusão foi desfeita, mas não antes de os nomes terem se espalhado milhões de vezes pelos microblogs por meio de internautas indignados.

Os únicos identificados até agora foram Wang Yu, vice-secretário da Liga da Juventude Comunista da Universidade de Hefei, e sua mulher, uma professora.Ambos foram demitidos.

Wang disse que as fotos foram tomadas em 2007 e que não conhece as outras pessoas que aparecem nas fotos, pois as teria encontrado por meio de site de troca de casais.

Depois de ser um dos temas mais comentados da internet na semana passada, o governo tentou apagar a história dos microblogs.

Na segunda-feira, o Escritório de Informação do Conselho de Estado (gabinete ministerial) determinou que todos os sites deveriam parar de mencionar o caso.

Expressões como "fotos nuas" e o nome dos membros do partido também foram excluídas dos sites de busca.

A pornografia é proibida na China, e o governo vem tomando medidas para controlar "rumores" na internet, como obrigar as pessoas a se registrarem com o nome verdadeiro e o número de identidade nos microblogs.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br