Na China, bilionário é atacado com faca por recusar emprego a suspeito

Ele foi levado a um hospital e teve ferimento no tendão de dois dedos de sua mão esquerda.

A polícia da China afirmou nesta quarta-feira que prendeu um homem suspeito de ter atacado com uma faca a segunda pessoa mais rica do país. Zong Qinghou foi agredido perto de sua casa na última sexta, depois de supostamente recusar um emprego ao suspeito, de acordo com informações da agência Xinhua.

Zong, presidente do conselho do grupo Wahaha, foi atacado durante a manhã na zona residencial de Hangzhou, capital da província de Zhejiang, no leste do país. Ele foi levado a um hospital e teve ferimento no tendão de dois dedos de sua mão esquerda.

O suspeito, 49 anos, identificado apenas pelo sobrenome Yang, foi detido durante a tarde. Ele se dirigiu a Zhejiang no começo do ano para encontrar um emprego. Sem sucesso, ele pensou em procurar um trabalho na empresa de Zong. Para isso, resolveu ir até a casa do bilionário e pedir pessoalmente. O segundo homem mais rico da China, no entanto, teria se recusado a oferecer uma oportunidade a Yang, sendo então atacado com uma faca.

Com uma fortuna estimada em US$ 11 bilhões, segundo a Forbes, Zong Qinghou só é superado no país por Wang Jianlin, líder do conglomerado Wanda Group, que tem cerca de US$ 14 bilhões.

Fonte: Terra