China censura as músicas de Lady Gaga, Katy Perry e Britney

As músicas devem ser retiradas da internet chinesa até 15 de setembro.

O Ministério da Cultura da China publicou, pela terceira vez neste ano, uma lista de 100 músicas proibidas para os internautas do país, restringindo nomes do pop internacional como Lady Gaga, Katy Perry, Britney Spears, Backstreet Boys e Take That.

As músicas devem ser retiradas da internet chinesa até 15 de setembro. Entre elas, a lista bane "Judas", de Lady Gaga, "Last Friday Night", de Katy Perry, "I Want It That Way", dos Backstreet Boys, e "Burning Up", de Britney Spears, além de hits chineses e de Taiwan.

Segundo um comunicado do Ministério em seu site oficial, as músicas não cumprem o regulamento necessário e "prejudicam a segurança cultural do país", eufemismos com os quais as autoridades chinesas costumam censurar obras cujo conteúdo é considerado erótico demais ou de "mau gosto".

Em janeiro, as autoridades de Cultura da China já tinham publicado uma lista similar, que naquela ocasião vetou oito obras de Christina Aguilera, quatro de Kylie Minogue, cinco de Eminem e três de Bruno Mars, entre outros artistas.

Em março, uma nova lista proibia na rede "Hold My Hand" de Michael Jackson e três músicas de Avril Lavigne (que já fez show na China).

A China é o país com mais internautas do mundo, com quase 500 milhões, mas também é um dos que exerce maior controle sobre os conteúdos na rede. Muitas vezes, no entanto, esta censura tem poucos efeitos práticos, e as músicas "proibidas" continuam sendo ouvidas nas rádios do país ou são baixadas com facilidade em sites nacionais ou estrangeiros.

Fonte: g1, www.g1.com.br