Chuva mata dezenas no sul da Rússia

A situação se estabilizou nas últimas horas no distrito de Gelendzhik, onde mais de 22 mil pessoas ficaram sem eletricidade

MOSCOU - Ao menos 78 pessoas morreram e milhares de casas foram destruídas por causa de fortes chuvas, nas últimas 24 horas, na região de Krasnodar, no sul da Rússia, informou a polícia neste sábado.

A situação se estabilizou nas últimas horas no distrito de Gelendzhik, onde mais de 22 mil pessoas ficaram sem eletricidade. Só na região, mais de 700 pessoas e 100 veículos trabalham no resgate aos moradores. Fortes chuvas, no entanto, ainda são previstas em Krimski, onde 67 pessoas morreram.

Em poucas horas, o equivalente a dois meses de chuva caiu em Krimski, a poucas horas de onde será celebrada as Olimpíadas de inverno de 2014. Outras 11 pessoas se afogaram na cidade de Novoukrainsky, maior porto do Mar Negro, e outras nove morreram no balneário de Gelendzhik.

- Pessoas estão nas ruas, elas estão perdidas, não sabem o que fazer. Helicópteros sobrevoam a região, para retirar moradores de áreas alagadas. As enchentes são muito, muito grandes - disse Vladimir Anosov, morador de Novoukrainsky.

O governador da região de Krasnodar, Alexander Tkachov, fez um apelo para que os moradores não entrem em pânico:

- Ninguém consegue se lembrar de enchentes como esta em nossa história. Nos últimos 70 anos, nada do tipo aconteceu. Mais de 5 mil residências foram afetadas - disse ele.

Fonte: Extra