Cirurgia para retirar tumor de Cristina Kirchner teve êxito

Cirurgia para retirar tumor de Cristina Kirchner teve êxito

Kirchner havia sido internada no hospital privado Austral, onde, desde a noite de terça, centenas de pessoas fizeram uma vigília em seu apoio.

A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, foi operada com sucesso nesta quarta-feira (4) em Pilar, a 50 km ao norte de Buenos Aires, de um câncer de tireoide, segundo a imprensa do país. O porta-voz da presidência, Alfredo Scoccimarro, deve falar sobre a operação em breve.

Kirchner havia sido internada no hospital privado Austral, onde, desde a noite de terça, centenas de pessoas fizeram uma vigília em seu apoio. Vários cartazes desejavam "força" para Cristina. Um forte esquema de segurança cercou o hospital.

Kirchner passou a terça-feira descansando em Buenos Aires, após ter passado o Ano Novo em El Calafate com seyus filhos Máximo, de 32 anos, e Florencia, de 24, e outros parentes.

O câncer foi publicamente anunciado em 27 de dezembrio.

"Foi detectada a existência de um carcinoma papilar no lobo direito da glândula da tireoide", disse o porta-voz. Ele acrescentou que "se constatou a ausência de compromissos nos gânglios linfáticos e a inexistência de metástase", o que significa que ele não se espalhou.

A intervenção cirúrgica requeria 72 horas de internação e 20 dias de recuperação. A presidente vai ficar licenciada 20 dias, até 24 de janeiro, período em que vai exercer a Presidência o vice Amado Boudou.


Cirurgia para retirar tumor de Cristina Kirchner teve êxito

Fonte: G1