Ciumenta furiosa dá 27 punhaladas, tiro na cabeça e corta pescoço de ex

Americana poderá ser condenada à pena de morte



A americana Jodi Arias, de 32 anos, considerada culpada por apunhalar o ex-namorado até a morte, poderá ser condenada à pena de morte, depois que um júri no Arizona (sul dos EUA) determinou, nesta quarta-feira (15), que sua ação foi "especialmente cruel".

Condenada na semana passada pelo assassinato em primeiro grau do ex-namorado Travis Alexander (foto), de 30 anos, Jodi está sob vigilância por risco de suicídio. Ela já havia declarado à televisão que preferia morrer à enfrentar prisão perpétua.

O mesmo júri que a considerou culpada decidiu ontem que Jodi foi "especialmente cruel", um dos agravantes do homicídio. Com isso, a pena capital passa a ser uma das opções de sentença, além da prisão perpétua sem possibilidade de condicional por pelo menos 25 anos.

Fonte: r7