Cobra que matou pastor nos EUA será usada de novo em culto no sábado

Coots foi mordido enquanto pregava para sua congregação e morreu depois de recusar ajuda médica


Cobra que matou pastor será usada de novo em culto no sábado

A cobra cascavel que deu uma mordida falal no pastor Jamie Coots durante um culto no último sábado (15) não será morta. Na verdade, a família do pastor ? conhecido por estrelar o reality show "Snake Salvation", no canal National Geographic ? irá usá-la em uma pregação no próximo sábado, informou o site TMZ.

Coots foi mordido enquanto pregava para sua congregação e morreu depois de recusar ajuda médica, acreditando que estava protegido do veneno pelo poder de Deus.

Cody, filho de Jamie, disse que a família do pastor acredita no poder protetor de Deus contra o veneno de cobra. E, apesar da morte do pai, Cody afirmou que Jamie achou que era muito melhor morrer de uma picada de cobra do que de um acidente vascular cerebral ou de um acidente de carro. "Na verdade, para ele uma mordida de cobra era "o caminho de Deus"", contou.

Cody ? que assumirá como pastor ? disse que foi Deus dizendo: "isto é como você queria, é a sua hora de ir... Se ele não tivesse planejado [morrer desta maneira], ele teria permanecido vivo", afirmou.

Embora seja ilegal em Kentucky, nos Estados Unidos, usar cobras durante os serviços religiosos, o chefe de polícia afirmou que a família do pastor não irá cumprir a lei.

Fonte: UOL