Com brasileiro Dom Odilo entre favoritos, missa abre conclave;  Vaticano mostra urnas de votações

Com brasileiro Dom Odilo entre favoritos, missa abre conclave; Vaticano mostra urnas de votações

Cardeais começam nesta terça a escolher novo pontífice no Vaticano

Dom Angelo Sodano, cardeal decano da Igreja Católica, apelou pela "colaboração" e pela "unidade" dentro da Igreja, nesta terça-feira (12), durante a missa Pro Eligendo Pontifice, que abre o conclave que vai eleger o sucessor do Papa Bento XVI.

Todos os cardeais presentes em Roma, eleitores ou não, participam na cerimônia, uma das mais intensas dos últimos anos.

Ele exortou os cardeais a "colaborar para edificar a unidade da Igreja" e "cooperar com o sucessor de Pedro".

Ao ser citado pelo cardeal decano, o Papa Emérito Bento XVI, que renunciou em 28 de fevereiro, em um gesto inédito na história moderna da Igreja, foi bastante aplaudido.

Sodano afirmou que o pontificado de Bento XVI foi "luminoso" e expressou a gratidão dos cardeais ao Papa Emérico, pedindo a Deus que dê "outro bom pastor à sua Santa Igreja".

"Queremos agradecer ao Pai que está nos Céus pela amorosa assistência que sempre reserva a sua Santa Igreja e em particular pelo luminoso pontificado que nos concedeu com a vida e as obras do 265º sucessor de Pedro, o amado e venerado pontífice Bento XVI, ao qual neste momento renovamos toda a nossa gratidão", disse.

Após a missa, os 115 cardeais eleitores começam o processo de escolha do novo Papa.

Uma primeira votação está marcada ainda para esta terça-feira, mas, segundo o padre Federico Lombardi, porta-voz do Vaticano, o nome do novo Papa não deve sair nesta terça.

Bento XVI surpreendeu o mundo e a Igreja ao anunciar, em 11 de fevereiro, que iria renunciar ao cargo, após oito anos de um pontificado marcado por crises e divisões internas.

Vaticano mostra urnas que vão receber votos de cardeais


Com brasileiro Dom Odilo entre favoritos, missa abre conclave;  Vaticano mostra urnas de votações

Fonte: G1