Com crise nuclear, Tóquio tem protesto contra energia atômica

Com crise nuclear, Tóquio tem protesto contra energia atômica

Cerca de 2 mil pessoas protestaram neste domingo (11) em Tóquio contra as usinas nucleares ao grito

Cerca de 2 mil pessoas protestaram neste domingo (11) em Tóquio contra as usinas nucleares ao grito de "Não precisamos de Fukushima" em referência à crise atômica gerada pelo terremoto e pelo tsunami de 11 de março no Japão.

Os manifestantes se dividiram por diversas áreas da capital japonesa, entre elas a sede de Tokyo Electric Power (TEPCO), operadora da usina nuclear de Fukushima Daiichi, que ainda tem sérios problemas em quatro de seus seis reatores e emite radiação.

As 2 mil pessoas foram convocadas por oito associações antinucleares para pedir o fechamento de todas as centrais nucleares do Japão.

saiba mais

A catástrofe, que nesta segunda-feira completa um mês, destruiu os geradores de energia que refrigeravam os reatores de Fukushima, o que provocou várias explosões e a emissão de radioatividade.

Levantamento divulgado neste domingo pelo jornal japonês "Asahi" mostra que mais da metade dos mortos pelo tsunami já identificados eram idosos.

Fonte: g1, www.g1.com.br