Com vergonha de procurar ajuda médica, homem morre de câncer no pênis

Com vergonha de procurar ajuda médica, homem morre de câncer no pênis

Mulher de Chris Barber afirma que também nunca soube das dores que o marido sentia

Aos 52 anos de idade, o britânico Chris Barber começou a sofrer com dores e irritações na região genital, mas, com vergonha de ir ao médico, e contar seus sintomas, descobriu o câncer de pênis já em estágio avançado. Os médicos não conseguiram conter a doença e ele acabou morrendo. A mulher de Chris, Anita Barber, de 51 anos, contou à publicação que não fazia ideia do problema do marido até pouco antes de sua morte.

―Meu marido não conseguia encontrar palavras para falar de seu problema e isso acabou o levando à morte.

Segundo ela, "muitas coisas poderiam ter sido feitas, mas esse constrangimento provavelmente o matou".

— Ele nunca me falou das dores e problemas até pouco tempo antes de sua morte.

Desde da morte de seu marido, há dois anos, Anita e as três filhas do casal, Kerry Kid, de 33 anos, Sharon Jermy, 29, e Katie Finn, 26, têm apoiado a fundação Blue Ribbon com o objetivo de aumentar a conscientização sobre os cânceres masculinos.

― Queremos que os homens sejam mais abertos com relação aos seus problemas. Queremos que atitudes como a de meu marido sejam evitadas, só assim poderemos salvar várias vidas.

Para Cris, o câncer não matou seu marido, o que o matou "foi a vergonha e, por isso, quero que ele sirva de exemplo".

— Quero que os homens vejam seu caso e comecem a se abrir sobre seus copos e problemas.

Clique aqui e curta o Portal Meio Norte no Facebook



Fonte: DailyMail