Companhia aérea proíbe tripulação acima do peso de voar

Proibir comissários com sobrepeso entrarem no avião foi outro passo

As companhias aéreas têm penalizado com taxas extras os passageiros com bagagens que excedem o peso máximo exigido durante anos. Agora, a Air India está usando a mesma lógica entre seus comissários de bordo. A companhia indiana anunciou que vai proibir cerca de 130 funcionários de voar porque eles estão com sobrepeso. A maioria da tripulação cortada é de mulheres.

Image title

A empresa afirma que a decisão foi baseada nas "preocupações de segurança e regulamentações governamentais recentes" -- mas a nova regra tem enfurecido muita gente, que considerou a medida "ridícula" e "incrivelmente sexista".

Proibir comissários com sobrepeso entrarem no avião foi só mais um passo da companhia, que há anos impõe limite ao preso da tripulação. Em 2006, a Air India proibiu nove comissárias de voarem por considerá-las "extremamente acima do peso".

"Estar muito acima do peso pode influenciar nos reflexos e prejudicar a agilidade necessária para desempenhas as funções de emergência. Todos os esforços para levá-las a reduzir o peso foram falhos.", disse um porta-voz da empresa.

A política "anti-gordinhos" da Air India tem gerado muitas críticas. Especialistas em aviação chamam a política de "superficial" e dizem que é uma medida dissimulada de filtrar pessoas que consideram menos atraentes. Segundo os críticos, esta política nada mais é uma estratégia para concorrer com outras empresas do setor, que têm funcionários mais jovens e "magros".

Fonte: Com informações do Brasil Post