Condenado à morte por ser gay, iraquiano abraça executor antes de ser apedrejado

A publicação não afirma quando e onde aconteceu a execução do iraquiano

Um iraquiano foi apedrejado até a morte por supostamente ser gay. Esta não é a primeira vez que o grupo extremista Estado Islâmico mata homens por uma suposta homossexualidade , mas uma cena chamou a atenção nesta execução, já que o condenado ganhou um forte abraço de um dos executores antes de levar pedradas fatais. As informações são do The Mirror.


A publicação não afirma quando e onde aconteceu a execução do iraquiano.

 Em um vídeo divulgado pelo grupo nas redes sociais, é possível ver os momentos anteriores à execução, quando a vítima está vendada e recebe o “carinho” do extremista, que sorri e diz alguma coisa em seu ouvido.

Além disso, a tranquilidade da vítima chega a assustar, já que seria morta de forma tão violenta logo em seguida - no entanto, isso provavelmente acontece devido às drogas poderosas usadas pelo grupo terrorista antes de execuções e desmembramentos.

 

 

Fonte: TERRA