Condenado holandês que matou jovem em quarto de hotel

Ao ouvir o veredicto, o holandês aparentou uma expressão de tranquilidade na Terceira Sala Penal

O holandês Joran Van der Sloot foi condenado nesta sexta-feira a 28 anos de prisão em uma Corte Judicial do Peru por assassinar uma jovem peruana em 2010. van der Sloot também é assinalado como o principal suspeito pelo desaparecimento da americana Natalee Holloway em Aruba, cinco anos antes.

Na última quarta-feira, Van der Sloot, 24 anos, se declarou culpado em uma tentativa frustrada para reduzir a pena. A acusação pediu pena de 30 anos de prisão.

Ao ouvir o veredicto, o holandês aparentou uma expressão de tranquilidade na Terceira Sala Penal para Réus em Cárcere. "Me reservo o direito (de apelar)", afirmou Sloot, quando a presidente da Corte, Victoria Montoya, lhe perguntou se estava de acordo com a sentença.

O estrangeiro confessou ter assassinado em 30 de maio de 2010 a estudante de administração de empresas Stephany Flores, 21 anos, no quarto de hotel que ocupava em Lima, após os dois saírem de um cassino. Em 2005, Van der Sloot se tornou o principal suspeito da desaparição de uma americana em Aruba. O corpo da jovem nunca foi encontrado e o holandês não foi condenado por falta de provas.


Condenado holandês que matou jovem em quarto de hotel

Fonte: Terra